Loading...

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

"Outro dia" em Portugal


CHAPA

Uma “visão crítica” sobre a realidade em que vivem, os sentimentos e problemas que enfrentam no dia-a-dia, é a mensagem que a banda pretende transmitir.
Segundo Marcos Fagundes, membro dos Chapa, a maioria das músicas de "Outro Dia" foram compostas quando viveram no Rio de Janeiro e são o “reflexo” de tudo que pensam e dos seus sentimentos e vivências. “Nessa época vivemos a realidade de beleza e caos das grandes cidades do Brasil”- acentua, acrescentando ser esta a temática “principal” do último álbum da banda.


Os Chapa são formados pelos irmãos Marcos; Diego e Felipe Fagundes, de 28, de 22; 26 e 27 anos, respectivamente. Desde novos que tocam juntos e o sucesso bateu-lhes às porta, sendo “Outro Dia” o último álbum do grupo.

Marcos Fagundes, começa por dizer que nasceram no extremo sul do Brasil, na cidade de Bagé e começaram a tocar juntos desde “muito cedo”. Em 1993, com 7, 11 e 13 anos, escreveram a sua primeira música intitulada "Cinzas", para participar num festival da escola, evento em que se classificaram em “primeiro” lugar. E, desde aí, “não paramos mais”.
Em 1997, surgiu o primeiro álbum com concertos por todo o sul do Brasil e na Argentina e Uruguai e, em 1998 gravaram o segundo álbum, no Rio de Janeiro, enquanto se “dividiam” entre concertos e viagens pelo Brasil e, os estudos. Terminados os estudos, foram viver para o Rio de Janeiro, o que foi um “momento de amadurecimento”, pois musicalmente, definiram de uma forma mais “clara” a concepção da sua música. E deram concertos entre o Rio de Janeiro e São Paulo.
Em 2006 visitaram a Europa pela primeira vez, fazendo “17 concertos nas principais cidades de Portugal e da Espanha”, tournée que lhes “despertou” a ideia de um dia voltarem.
Dois anos depois, assinaram contracto com o manager Pedro Fragoso, da Nine-Média, e estrearam recentemente em Portugal, o álbum "Outro Dia”.
Portugal tem sido uma grande “porta de entrada” para os Chapa, cuja música tem sido “bem” recebida em todos os lugares onde actuam.
A ideia de lançar um álbum na Europa, esclarece, surgiu durante a tournée que fizeram em Portugal e em Espanha, no ano de 2006.
“Uma visão crítica sobre a realidade em que vivemos, os nossos sentimentos e os problemas que enfrentamos no dia-a-dia”- é esta a mensagem que a banda pretende transmitir.
Marcos Fagundes conta ainda que a maioria das músicas de "Outro Dia" foram compostas quando viveram no Rio de Janeiro, sendo o “reflexo” de tudo que pensam e dos seus sentimentos e vivências. “Nessa época vivemos a realidade de beleza e caos das grandes cidades do Brasil”- acentua, acrescentando ser esta a temática “principal” do álbum.
Visitaram os Açores pela “primeira vez” no passado dia 16 de Agosto, tendo actuado no Festival Baía do Rock, num concerto que fez parte da tournée de lançamento do último álbum.
Em termos de projectos, o músico aproveita para lembrar que estão a acabar um álbum com canções em inglês, trabalho que surgiu da necessidade que sentiram de “levar” a nossa música e as nossas ideias a “todos” os lugares e, reconhece, “compor em inglês foi a forma de transpor a barreira criada pela língua”.
A banda
Os “Chapa” continuam a promover o seu álbum recentemente lançado em Portugal, "Outro dia", e estiveram recentemente no programa "Verão Total", transmitido na RTP 1. Todos aqueles que se deslocaram ao In Live Caffe, na Moita, puderam assistir também ao primeiro espectáculo de apresentação do álbum ao vivo.
A banda composta pelos irmãos Fagundes, afirma-se como uma das revelações mais entusiasmantes da música brasileira. Felipe, Diego e Marcos são oriundos de Bagé, no Rio Grande do Sul, onde cresceram a aprender a tocar juntos.
Em 1993, os “Chapa” começaram a dar os primeiros passos em 1993 tocando covers, enquanto escreviam originais. Desde então, a composição ganhou força e, para além de tocarem em várias cidades do estado de Rio Grande do Sul, os Chapa extravasaram fronteiras para dar concertos em outros países da América Latina.
Em 2006, deram o salto para a Europa com uma digressão por várias Fnacs, que passou por Lisboa e Porto e também por Barcelona, Madrid e Valência, sendo considerados pela Fnac como o novo estímulo do rock brasileiro.
Os Chapa voltaram a Portugal em Maio deste ano, para promoção do novo álbum, “Outro Dia”. A edição é da nova Nine-Media, com quem os Chapa chegaram a acordo para os próximos 2 álbuns de originais, bem como de gestão de carreira e agenciamento de espectáculos a nível mundial.
O álbum “Outro Dia” foi gravado nos estúdios da SG Produções, no Brasil, e foi produzido pelos elementos da banda, sendo composto por 11 temas originais com uma sonoridade pop/rock que ficam no ouvido.
Com a estreia em Portugal, os Chapa querem aproximar-se do público português. A banda traduz “nas melodias e nas letras o que realmente sentimos, portanto estamos muito felizes pela oportunidade de levar a Portugal a nossa música e por fazer parte de uma nova cultura”.
O primeiro single, “Outro Dia”, chegou às rádios portuguesas em Abril.

Raquel Moreira

Pulbic in Terra Nostra, Agosto de 2008.

Sem comentários: